p

Notícias da CMFI / veja na íntegra
 
31/08/2017 - 13:56
REIVINDICAÇÕES LIDERANÇAS DE BAIRROS
Regularização fundiária, licitação de creches e Usina de asfalto foram medidas anunciadas
Durante audiência, Prefeito, Secretários e Vice-prefeito abordaram ações desenvolvidas pelo governo
COMUNICAÇÃO/CMFI


As reivindicações dos moradores e lideranças dos bairros foram pauta de debate na Câmara Municipal de Foz do Iguaçu mais uma vez. O objetivo foi dar resposta às demandas realizadas pela população na primeira audiência sobre o tema que aconteceu em junho deste ano.

O proponente do debate, Vereador Celino Fertrin (PDT), afirmou que a “audiência terá continuidade no dia 27 de novembro e o objetivo é trazer o retorno das demandas feitas pela população do Poder Executivo, assim como ocorreu durante o evento de ontem, em que o Prefeito Chico Brasileiro (PSD) e Secretários Municipais deram respostas a diversas reivindicações feitas na audiência realizada em Junho”.

Em exposição das medidas já adotadas pela Prefeitura desde o início desta gestão para dirimir os problemas relatados por diversos moradores, o Prefeito realizou uma exposição no início da audiência pública. “Nossa cidade precisa ser reconstruída e esse processo não é rápido. Já temos 66 médicos contratados e desses 8 são ortopedistas. Já reduzimos a fila de ortopedia que estava em 10 mil pessoas e agora está em mais da metade em três meses. Nós tínhamos 12 unidades de saúde sem médicos. Esse ano nós resolvemos arrumar a casa, nós já conseguimos enxergar o amanhã e isso vai acontecer, nós vamos lutar por tudo que nós sonhamos”.

Marcaram presença os Vereadores: Marcio Rosa (PSD), Tenente-Coronel Jahnke (Pode), Elizeu Liberato (PR), Rosane Bonho (PP), Kako (Pode). Segundo o Prefeito, serão licitadas ciclovias na Avenida JK, asfalto: a Vila C será contemplada, o Jardim Cataratas também, região da AKLP. “Já vamos começar em setembro deste ano a discutir com a população dos bairros o orçamento para o ano que vem”. O Vereador Tenente-coronel Janhke afirmou que um requerimento que propôs na Casa de Leis tem por objetivo valorizar o trabalho das Associações de Moradores.

Ricardo Mocelin, do Conselho Fiscal da Umamfi, foi enfático ao defender as Associações de Moradores “a mão direita do município são as lideranças dos bairros porque são eles que ouvem as demandas do povo”. O Vereador Marcio Rosa ressaltou o papel que o Executivo tem desempenhado. “Fazemos diversas indicações e requerimentos e vamos continuar realizando para que fique registrado e que caso não se cumpra algo agora para que não caia no esquecimento”. “É muito bom ver que hoje 60 dias após a primeira audiência nós já temos respostas do Prefeito, dos Secretários para as demandas apresentadas”, enfatizou a Vereadora Rosane Bonho (PP). “Que esta luta tenha frutos. Tenho certeza que todos estão trabalhando para melhor qualidade de vida para o povo de Foz”, disse o Vereador Kako (Pode).

O Vice-prefeito Nilton Bobato (PCdoB) salientou “saiu o projeto de drenagem do Jardim São Luiz, uma solução que parecia impossível a equipe do planejamento conseguiu, outros quatro projetos também estão em andamento. Isso é para resolver a questão dos alagamentos. Retomamos hoje o laudo da Avenida Andradina e assim vamos finalizando as outras Avenidas. Depois vamos fazer um debate com Ministério Público Federal para saber quais os caminhos devemos tomar.

Usina de asfalto

“Uma das coisas que mais me angustiam é o tal do asfalto. Reforçamos uma dotação orçamentária para investirmos em uma usina de asfalto da Prefeitura. Ela será no antigo matadouro, no bairro Três Lagoas”, destacou o Prefeito Chico Brasileiro (PSD).

CMEIS

Sobre outra reivindicação, Chico Brasileiro afirmou “Nós licitamos três novas creches: uma do Cidade Nova, uma no Jardim São Roque e outra no Sol de Maio (região do Três Lagoas)”.

Regularização Terrenos irregulares

“O Jardim Dourado, nós conseguimos pagar o cartório para regularizar o loteamento, são cerca de 400 famílias que serão atendidas e poderão ter sua documentação”.

Tribuna livre

O Morador da Vila Yolanda, Pascoal Antônio, falou da importância de políticas culturais para formação de público leitor.

Artur Ferreira, do Jardim Naipi, disse “desde 2001 estamos lutando por uma creche no bairro, um redutor de velocidade também é necessário. Precisamos também de um espaço para nossa associação de moradores”.

Eliziane Lucia, do Jardim São Luís, “sou moradora do bairro e vim falar de uma problemática muito grande na região que são os alagamentos. A questão das galerias pluviais e rede de esgoto estão precárias. O que nós cobramos é o fim dos alagamentos”.

Eliza Marinho, Diretora da Escola Nosso Canto, “queremos uma audiência pública para tratar de uma subsede para nossa escola. Hoje atendemos cerca de 160 pessoas, com a construção desse espaço poderíamos atender cerca de 500 pessoas”.
Maurício Neves, Presidente do bairro Cohapar III, “nossa vila virou em matagal e de nada adianta termos iluminação pública porque o mato tampa tudo. Há anos moro no local e não temos nada”.

Retorno das demandas pelos Secretários Municipais

João Morales, representando a Secretaria de Esportes, falou de algumas academias a céu aberto que estão sendo atendidas. “Estamos obtendo resultados, o dinheiro público está sendo aplicado e fiscalizado”. Daniel Barcelos, representando a Secretaria de Saúde, “é possível observar que a saúde é prioridade deste governo”.

Juca Rodrigues, Diretor Presidente da Fundação Cultural, destacou que “temos a prioridade de chegar até os bairros, desenvolvendo políticas culturais. Queremos chegar com cursos nos bairros, queremos ter uma fundação cultural para além dos eventos que realizamos. Nosso sonho é chegar a todos de Foz e que a cidade seja pertencente a todos nós”.

Washington Senna, representando a Secretaria Municipal de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, destacou “teremos até o final do ano dois centros de atendimento ao turista, que já eram para estar prontos em 2014, mas serão finalizados este ano”. Eduardo Teixeira, do Fozhabita, “o município conseguiu a regularização fundiária do Bairro Lagoa Dourada, uma questão pendente há 20 anos. Teremos chamamento público de quatro conjuntos habitacionais”.

O Secretário de Assistência Social, Elias Oliveira, destacou o trabalho intenso de prestação de contas da Secretária de Assistência Social do Piso de Proteção especial. “Isso significa que em três anos de prestação de contas atrasadas, nós deixamos de receber 4 milhões e meio de reais. Prestação de contas em que o relatório era escrever uma página e enviar. Plano Municipal de enfrentamento à violência sexual infanto-juvenil no município, nós temos dificuldades e temos índices preocupantes no município. Nós retomamos o trabalho do ‘Crack, é possível vencer’, era um plano que estava parado, com a prestação de contas parado desde 2015”. Por fim, o Secretário sugeriu que a Casa de Leis faça uma Tribuna acessível para que a população possa vir e se manifestar na Casa de Leis.


 
 
Tags da Matéria:   Câmara Foz; Vereadores; reivindicações; demandas dos bairros
 

 
 

CNPJ: 75.914.051/0001-28
Sede: Travessa Oscar Muxfeldt, Nº 81- Centro. CEP: 85851-490 - Foz do Iguaçu - PR
Anexo: Rua Quintino Bocaiúva, Nº 610 - Centro. CEP: 85851 - 130 - Foz do Iguaçu - PR
Site Oficial da Câmara Municipal de Foz do Iguaçu
Responsabilidade: Diretoria de Comunicação

 
Horário de expediente – Segunda a sexta-feira, das 08h00 às 14h00
           
45 3521 - 8100   imprensacmfi@gmail.com